diz que fui por aí: ipiranga

bom, primeiro de tudo, mudei o nome da categoria de “andança” pra “diz que fui por aí”, por que achei que a segunda música tem mais a ver com o espírito do negocio.

o passeio deste fim de semana foi o ipiranga, parque da independencia e arredores. a ida foi um percurso de uns 3 km, feito em 1h mais ou menos. fiz sem paradas, por que nao tinha nada de interessante no caminho. chegando no parque, a surpresa: ele estava fechado. só que só a parte de baixo, por que tavam montando um palco prum show, de musica brega pela passagem de som.

mas a parte de cima do parque, em volta do museu, estava funcionando normalmente, o pedaço que parece um jardim frances. inclusive o museu, que hoje tava de graça pra entrar.

eu não sabia que atras do museu tem um bom tanto de parque, com uma mata muito mais densa e caminhos pra correr. tem muitas arvores, as mais importantes etiquetadas, como um pé de café, ou esse jatobá gigante torcido.

tinha ate aquela plantinha de explodir que vira paraquedas

em volta do parque tem uns casarões antigos. o bairro deve ter sido tipo uma higienopolis no ocmeço do seculo. hoje eles tão com cara de meio mal-assombrados.

ao lado do parque esta o sesc ipiranga. é uma construção bem modesta comparado aos demais sesc’s, só tem tres andares. mas é muito aconchegante, tem quadra e piscina, um jardim muito gostoso, espaço de leituras, com revistas, jornais e livros. pra quem não tiver a fim de ficar no parque, dá pra ficar fazendo hora no sesc, lendo jornal e tomando café.

pra ir embora, andei até a nova estação alto do ipiranga do metrô. não fica muito perto, deu uma meia hora andando pela nazaré, um caminho bem sem graça. a estação é toda modernosa, com suas luzes e seu mezanino, achei bem interessante.

Anúncios

Tags: , ,

5 Respostas to “diz que fui por aí: ipiranga”

  1. b. Says:

    bem que eu notei que vc está ficando mais magrinho.
    Qual é a próxima meta? Horto Florestal? Mas, tem que ser a pé.

  2. Robles Says:

    Ô, que saudades desse lugar… Cê sabe que eu cresci no Ipiranga, né? Perto de onde vc estava, tem o museu de zoologia também. Tem um crânio de baleia e vários animais empalhados. É bizarro. hahaha

  3. dani Says:

    ui! parece as estações do foster em bilbao!

  4. sketching in the rain – o retorno « kikipedia Says:

    […] sketching in the rain – o retorno By kiyoto hoje participei pela segunda vez de um sketchcrawl (teve também um post da primeira vez). dessa vez foi no parque do ipiranga. […]

  5. abnairoliveira Says:

    amo estes casarões seria maravilhoso habitar num desses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: