expresso tiradentes

ou fira fula, originalmente na gestão pitta. ou paulistão, durante a retomada da marta. mas foi só na gestão serra/kassab que finalizou. enfim, não vou entrar nisso que a história é longa, quem quiser dê um google.

fui visitar pela primeira vez, e trago aqui minhas impressões sobre este controverso sistema de transporte coletivo. além de toda a briga político-econômica sobre sua execução, é questionável como projeto. esse investimento poderia ter sido em metrô, por exemplo.

cimg1359-copy-copy

enfim, trata-se de um corredor exclusivo de ônibus, ligando o terminal sacomã ao mercado municipal – terminal parque dom pedro. a maioria do percurso é em via elevada (viaduto). corre ao longo da avenida do estado (rio tamanduateí) e da avenida das juntas provisórias. está em construção um novo ramal, que passará pela avenida anhaia melo, até cidade tiradentes.

cimg1366-copy-copy1

foi implantado ao longo de trechos já bastante castigados da cidade, de modo que o viadutão amarelo nem chegou a piorar a situação, até deu uma certa graça. mas é uma implantação bem violenta pra cidade. como contrapartida, uma especie de desculpas, fizeram algumas passarela ao longo da linha, pra ver se dá uma melhoradinha.

cimg1291-copy-copy

o projeto arquitetônico é do também controverso ruy ohtake, um dos grandes nomes da arquitetura paulistana atual. de um modo geral, achei os projetos das estações bons. peca no dimensionamento de algumas plataformas, muito estreitas, ma é bem generoso em sua maioria. peca também em detalhamento, com uma porção de gambiarras, como é tradicional na nossa cultura construtiva tupiniquim-terceiromundista.

cimg1349-copy-copy

chamo de estações por que funciona quase como se fosse trem, o usuário paga na catraca e embarca por plataformas. o estado de conservação era razoável, os terminais possuiam banheiros utilizáveis, bebedouros, elevadores para deficientes. melhor que a média do sistema de ônibus municipal. as estações também servem de passarela para pedestres que não vão entrar no ônibus.

cimg1296-copy-copy

tanto os edifícios como as passarelas de acesso e toda a linha elevada possui um padrão cromático forte, com tons primários berrantes. a linha se destaca na paisagem, criando marcos visuais. os terminais mercado e sacomã são os melhores exemplo disso.

gostei particularmente do terminal sacomã, com um desenho simpático para a estação elevada do expresso tiradentes, uma forma de cantos redondos com treliças em x fechando as faces. no térreo o terminal de ônibus comuns, desses que anda nas ruas. no meio dos dois um generoso mezanino de distribuição, com um amplo vão central iluminado por cima, e as escadas rolantes cruzando. (a foto do saguão não é minha, não me deixaram fotografar…)

sacoma-che

como fui num domingo, estava meio vazio, não deu pra saber se há um grande uso. mas ainda acho que é muito viaduto pra pouco transporte.

ao lado, as obras da futura estação de metrô sacomã da linha verde. não sei ainda como se dará a conexão entre eles, mas espero que não seja simplesmente pela faixa de pedestres.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , ,

3 Respostas to “expresso tiradentes”

  1. Raquel Says:

    o.O gente, que pânico. Sim, é muito bonito, mas eu não dou um passo sem um guia turístico muito bem treinado do meu lado! Seja São Paulo, Cidade do México ou Tokio … Credo, parece até que eu moro na roça ¬¬’ Ignore o que eu disse ..

  2. Expresso Tiradentes « DESFAZENDO NÓS Says:

    […] publicado na kikipedia em 11 de janeiro de […]

  3. Anderson Vianna Says:

    Faz um tempo que estou querendo ir conhecer o Expresso Tiradentes em Sampa. Sou um apaixonado pelos sistemas BRT’s, mas reitero que nada tenho contra os metropolitanos/trens, desde que bem executados e administrados. Só acho que um sistema de BRT se bem operacionalizado pode ser menos impactante em problemas que o metrô ou trem… Por exemplo, por alguns aspectos: Supressão de energia ou defeito nas composições. O sistema metroviário pára. No BRT isso não acontece. Em contrapartida, pela limitada disponibilidade de lugares, o BRT é inferior ao metrô/trem. No caso do Expresso Tiradentes, justamente por suas vias elevadas, as chuvas não alcançam seu leito operacional e com isso o sistema pode continuar operando… O problema é que são vias mistas… É a balança…rsrsrsr… Mas adorei as imagens do post… Me deu mais vontade ainda de conhecer o Expresso… Abração !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: