Archive for março \31\UTC 2009

centro novo

março 31, 2009

é mais ou menos um ‘diz que fui por ai’, projeto que em sua essencia deixou de existir. ainda faço minhas caminhadas pela cidade, mas o carater mudou. agora são mais livres, sem metas, e em horarios mais variados, e menos fotograficas. o que é ruim, mas eu acabo esquecendo a maquina.

de qualquer forma, algumas imagens de um passeio domingueiro no centro de são paulo. visitamos um apto do mundialmente famoso copan, do tambem mundialmente famoso e centenário arquiteto orcar niemeyer. uma vista de dentro e uma de fora da escadinha helicoidal, na fachada traseira, sem os brises horizontais.

essa segunda foto foi tirada de outro predio. no centro, em meio aos arranha-ceus, ter acesso a algum edificio é um privilegio do ponto de vista fotografico (literalmente do ponto de vista).

assim sendo, aproveito pra registrar um pouco das peculiaridades arquitetonicas do centro novo sampaulistano (além anhangabau).  muitos deles art-déco, pelo periodo que a cidade se expandiu pra esses lados.

a trinca de predios do jacques pilon e do franz heep: biblioteca mario de andrade (pilon); estado de são paulo, atual hotel jaragua (pilon e heep); e edifício itália (heep). transição do déco pro moderno.

pra finalizar, um pouco de arte urbana.  foi nossa primeira tentativa de realizar a arte do joshua allen harris.  apesar de bem timida, foi bem sucedida. alguns problemas nas juntas, falta de habilidade no durex.

mas dificil mesmo foi achar um respiro, pois os do metro não sopram mais. esse era de estacionamento, o guardinha ficou nos olhando.

Anúncios

birg

março 28, 2009

mais ou menos dando continuidade à serie, uma foto colhida pelas ruas paulistanas. se estiver ruim de ler a plaquinha, tente ver maior no flickr.

mais ou menos por que esse não demandou o uso do famigerado software adobe photoshop, já veio pronto de fábrica.

midia digital – cd – dvd- bluray

março 26, 2009

valendo um toddy gelado batido na padoca: quem consegue diferenciar um cd, um dvd e um bluray de olhos fechados?

todos são disquinhos de plastico, de formato e tamanho igual, que voce põe numa gavetinha e manda rodar. acha pouco? compare com um vhs, uma fita k7 ou um vinil.

o grande salto está na mudança do sistema analógico pro digital. as midias analógicas tem sua forma de leitura associadas ao seu formato fisico-material. uma fita tinha que ser rebobinada até o ponto desejado. um vinil recebe a agulha no ponto desejado manualmente, em geral.

na midia digital todo o processamento se dá em nivel eletronico. a midia é um mero armazenador de dados binarios. não apenas o formato da midia não esta associado ao modo de uso, como diferentes mididas podem dar o mesmissimo resultado final.

essa mudança foi quem possibilitou a invasão dos mp3 na internet, dos downloads de filmes e series, etc.

eu queria falar um pouco sobre a difusão de musica e videos pela internet, mas acho que vai ficar pra outro dia. quem não sabe do que eu to falando (duvido muito que alguem que lê blogs não saiba), leia sobre o lançamento do ultimo disco do radiohead, ou sobre o canal do gilberto gil no youtube. eles, entre outros, estão tentando assimilar estas novas formas de difusão, ao inves de combater burramente.

mas isso não é novidade, a era digital apenas potencializou a difusão. o mercado do entretenimento se preocupa com isso há tempos, pelo menos desde a campanha do home taping is killing music.

pra finalizar, uma charge que eu encontrei num blog, mas que já foi traduzida e republicada, e eu republico de novo porque passa bem a mensagem que eu tinha em mente.

ps.: a foto do toddy eu peguei emprestada.

um ano de kikipedia!

março 15, 2009

pois é, na verdade comi bola. foi 25 de fevereiro o post inicial, que inclusive é data do aniversario de um amigo meu que vira e mexe ta por aqui comentando. quem sabe assim eu não lembro (dos dois)?

enfim, fez um ano essa bodega. cabe fazer um pequeno balanço.

“pra quem não sabe, kiki sou eu, e essa é minha primeira incursão pelo mundo bloguístico. aqui vou postar coisas completamente aleatórias, abrangendo toda a gama de coisas que eu me interesso, e possivelmente mais, dependendo das contribuições externas.”


as coisas que eu me interesso tem comparecido sempre. arte, arquitetura, urbanismo, nerdismo, música, videos, fotos, desenhos. isso é visivel pela nuvem de tags ai do lado.

contribuições externans não rolaram. eu ate tinha esquecido que havia escrito isso. mas ainda nao esta fora de cogitação. por comentarios surgiram já umas coisas bem legais, complementei alguns posts.

a minha frequencia de postagem tem conseguido mais ou menos se manter em uma por semana, com alguns buracos maiores as vezes e alguns adensamentos depois. mas nada mais do ritmo insano do primeiro mes, de uma por dia.

pra ilustrar o post, imagens aleatórias desenterradas do meu flickr. pra finalizar, um video que eu pus faz algum tempo no youtube de um evento que fez um ano tambem agora.

muito obrigado a todos que leem esse blog, sejam quem for!

espirais

março 14, 2009

a vida no escritório tem coisas interessantes. uma delas são as sobras de tudo. sobra retalho de papel, borda de adesivo, canto de espiral da encadernação. eu tenho dó de jogar fora, material beneficiado pela industria, com uma lógica material e geométrica.

outra coisa interessante da vida de escritório são os hiatos. mesmo na correria, mil coisas a fazer, alguma hora tem um arquivo pesado pra abrir, uma impressão demorada, e fica um tempo ocioso.

ai vem a junção das duas coisas. o que dá pra fazer com esse material que sobrou? e vai experimentando. mais imagens no flickr!

perspectivas

março 7, 2009

as vezes as fotos não dão conta de capturar espaços muito apertados, estreitos, compridos, etc., coisa que a gente percebe com um simples girar de pescoço. isso é suprido em parte pelas lentes grande-angulares, chegando no limite com as olho-de-peixe.

mas como não disponho destes recursos, tento me virar com tecnologias mais simples: papel e lápis. aqui estão alguns testes. o espaço era exíguo, quase claustrofóbico. o tempo era abundante.