Posts Tagged ‘escultura’

arte urbana 2!

outubro 24, 2008

um video mostrando a obra genial de um artista de nova iorque chamado joshua allen harris. dispensa explicações.

arte urbana!

outubro 24, 2008

retomando as atividades após um pequeno hiato, vou postar algumas artes urbanas, tema que me agrada muito.

primeiro, algumas fotos de esculturas urbanas. gosto especialmente dos neoconcretos, que na arte urbana são representados por amilcar de castro e franz weissmann.

até já tinha postado alguma coisa sobre esse tema, já faz algum tempo venho estudando, oficialmente e espontaneamente, a obra destes artistas. tem algumas coisas publicadas no meu velho site.

estas duas primeiras fotos eu fiz no parque da luz, em um lindo dia de chuva. as fotos não são muito explicativas, pois eu buscava angulos inusitados.

estas outras duas são outras duas esculturas dos mesmos autores, na avenida paulista.

esta foi particularmente dificil de fotografar, devido à sua grande dimensão. o que acho curioso é que ela passa despercebida por muitas pessoas, possivelmente por se parecer com os totens de rua.

esta outra foto é inspirada numa foto feita pela minha irmã, que teve a sacada de filtrar a obra com outros elementos urbanos.

tenho mais duas fotos do weissman no panoramio, que foram para o google earth, uma na praça da sé e uma no memorial da américa latina.

pra finalizar este post, um vídeo d’a grande flor tropical do weissmann, no memorial da américa latina.

eu ia postar mais um video, mas vou fazer um post separado pra ele.

arte e autoria

agosto 23, 2008

depois de algum tempo sem passar por lá, estive na cidade universitária da usp, no butantã. ao descer do onibus, me deparei com uma obra de arte em construção, no jardim da fea.

achei muito interessante ver o momento da execução, é uma coisa que eu nunca tinha visto. a gente tá acostumado a ver a escultura pronta, aquele traço expressivo, aquelas cores e tudo mais, e nunca vê a hora da sua concretização.

no caso da tomie ohtake, autora desta obra, mais ainda, pois suas esculturas são sempre muito gestuais, muito autógrafas. como fica isso? ela faz aquele gesto único, mas é necessário uns 20 peões pra passar aquilo pruma peça de aço.
já pensou se o da vinci tivesse uma equipe pra passar uma passar um quadro dele a limpo?

o mesmo problema ocorre na arquitetura. porém, a divulgação das obras na arquitetura ainda ocorre. na escultura é raro. com raras exceções, não é o tipo de coisa que se fotografa e publica. por ai.
no jornal do campus da usp saiu uma foto da obra em construção, avisando que em breve ela seria inaugurada. mas a foto foi tirada no fim do dia, quando não havia ninguem trabalhando, apenas a obra inacabada e seus andaimes.

claro que foi a tomie quem idealizou o troço. mas sem uma equipe ela não botaria uma chapa metálica de pé, muito menos curva. e no fim, quem é o autor?

escultura na fau

março 17, 2008

essa fotomontagem foi um trabalho academico que eu fiz, de criar uma escultura pra algum lugar da cidade universitária. eu fiz essa pra ficar no gramado ao lado da fau, achei que ficou bonita. pena que não vão executar…

a escultura foi realizada em maquete de papel, em miniatura, fotografada com a luz correspondente e implantada numa foto no mesmo angulo.

eu achei legal tambem o processo. essa foto acima foi a entrega final, antes teve a entrega intermediaria, que foi esta abaixo. essa foi a ideia original, feita num papel mais grosso. ela é bem mais simples, mais objetiva. um pouco por causa da escala reduzida, mas principalmente por que era mais um brainstorm. fui cortando pedaços de papel e colando, ate dar uma forma interessante, e essa ficou a melhorzinha.

na hora achei ela muito legal, tanto que nao sabia o que mudar nela depois, plasticamente falando. mas conversando com a professora, percebi que haviam defeitos de ordem estrutural nela. por ser implantada numa área externa, ela sofre ação dos ventos. uma escultura com planos tão grandes sofreria demais com isso. pra manter essa forma, além de uma boa fundação, seria necessario aumentar consideravelmente a espessura das placas.

a partir disso, alterei a forma. diminui o tamanho dos planos, tranformando o retangulo num triangulo, e acrescentei dobraduras, que estruturam o plano. o resultado final, na minha opinião, ficou mais bonito que a primeira proposta. agora eu olho e acho extremamente pesada a primeira versão.

enfim, acho um caso feliz de união entre a forma e a estrutura.

weissmann

março 3, 2008

já faz um tempo venho experimentando maneiras de usar os recursos digitais pra representar objetos tridimensionais.

uma tecnica bastante interessante é o gif animado, que é um filminho simples, geralmente curto, e de preferenciaem loop. lembra os primordios do cinema, com aqueles cinematoscopios e coisas do genero.

um artista que me serviu muito para essas experiencias foi o franz weissmann, cujas esculturas são de geometria muito simples, mas de uma espacialidade complexa. essa escultura é o modulo neoconcreto, que ele usa em diversas variações.