Posts Tagged ‘ponte’

bambu

janeiro 21, 2009

eu sei que pedir desculpas em blog é manjado, mas quando acontece com você sempre é diferente né? pois é, o trabalho não tem me permitido postar muito. e olha que eu tinha uns assuntos legais (pra mim pelo menos), mas nao deu tempo de desenvolver…

enfim, esse preâmbulo foi pra me desculpar pela velha técnica do requentamento. mas eu venho fazendo isso pra desempoeirar material que ficou enterrado no meu site, muito menos acessível que esse blog. estou ressucitando aqui um trabalho da faculdade.

a proposta era usar um tipo de vareta e um tipo de linha e fazer uma estrutura linear. fizemos com bambu e barbante. a estrutura funciona por modulos baseados em triangulos. começou com um simples triangulo plano, que desenvolveu pra um tetraedro e depois pra um octogono.

as pontas são amarradas com as varetas paralelas, com um grande nó bem apertado, de modo que o bambu tende a se curvar. isso dá uma tensão pra peça,e também cria uma dificuldade de execução.

os modulos são presos uns aos outros por tres fios. não é necessario amarrar, basta enrolar o barbante.

eram necessarios cinco modulos para cumprir a meta (1,20m), mas a estrutura poderia se estendida ad infinitum (em teoria).

uma coisa divertida foi que as câmeras digitais ainda não eram assim uma coisa amplamente difundida como hoje (isso foi lá pelos idos de 2003), então foi uma das minhas primeiras experiências com alto contraste. usamos lençol pra sumir com o fundo e depois estouramos. o vermelho do barbante e o verde e amarelo do bambu ajudaram nesse efeito.

o vermelho do barbante e o verde e amarelo do bambu ajudaram nesse efeito. por isso completamos com as luvas verde-água. um professor chegou a pensar que fosse 3d digital.

ps.: meu irmão tá no campus party. deem uma olhana no blog dele, que ele e o pessoal do 4º mundo estão fazendo tirinhas-diário.

pinacoponte

agosto 10, 2008

neste fim de semana fomos à pinacoteca do estado, pra ver uma instalação chamada contemplação suspensa, do artista rubens mano. fomos so pra subir na ponte que fizeram no octogono.

logo de cara, uma decepção: dizem os textos sobre a obra que a ponte serve pra ver uma projeçao da cidade filmada por cima. mas o video nao passava sob a ponte, mas numa tv na salinha ao lado (acho que faltou verba). no fim, a ponte serve so pra subir e ponto.
e nem é uma ponte, pois nao liga com o outro lado.

enfim, fomos lá subir. é muito legal, são dois andares altos, da uma vertigem boa.

o problema eram os funcionários que tomavam conta da entrada. por questões de segurança sobem apenas um por ves (ate ai tudo bem). alem disso, chegamos um pouco tarde, faltava pouco tempo pra fechar. eles ficavam nos apressando (quando der 18h vai fechar…), entao a gente via meio rapido pra dar tempo do resto da fila ver.

tambem ficavam encanando com bolsas, celulares e cameras, pra nao levar. acabei nem conseguindo tirar uma foto de la por causa disso…

bem, pelo menos subimos no treco.

pra acabar a noite, fomos comer uma esfiha (e kibe tambem).

havia uma polemica sobre as esfiharias jaber e catedral, que ficam lado a lado no paraiso. fomos para o catedral, que tem mesas, mas compramos algumas esfihas do jaber pra comparar.

nao chegamos a uma conclusao. num teste cego, acho que ambos seriam aprovados.

parque centenário da imigração japonesa

julho 14, 2008

este fim de semana passei bem rápido pelo recém inaugurado parque do centenário da imigração japonesa, em mogi das cruzes – sp.

nitidamente inaugurado às pressas para as festividades, ainda tem trechos em obras. além de um projeto medíocre, como se percebe pelo desenho do torii (portal vermelho da foto).
mas possui um espaço bastante significativo pra cidade, que até onde sei não possui nenhum espaço de lazer como este.

o parque possui muita água, com grandes lagos. possui uma ponte sobre um deles, e uma passagem estreita de terra sobre outro. um pouco estreita e muito balançante, mas extremamente ludica.
parece que haverá uma balsa no futuro, e torcemos para que haja pedalinho também.

uma das grandes atrações é o mini navio kasato maru, o primeiro do programa de imigração a chegar em santos.
dentro dele há uma exposição com fotos dos imigrantes.
e acho que no futuro será possivel subir nele.

há um “bandeiral”, com flâmulas do brasil, do japão e de todos os seus estados. depois minha prima contou que minha avó içou a bandeira de mie (de onde ela veio) no dia da inauguração.

enfim, um diz que fui por ai depois de muito tempo. quem quiser ver mais fotos, tem no meu flickr.

ps.: carácoles, tenho 3.000 hits! muito obrigado a todos que leem este bloguinho. até que prum blog meio parado ele tá bem.